Empatia: um verdadeiro se doar

É importante salientar que existe uma grande diferença entre ser empático e ser simpático.

Com origem no termo em grego empatheia, que significava “paixão” a palavra empatia esta ocupando um lugar considerável no vocabulário cotidiano das pessoas.

Nota-se que diante das diversas situações/atribulações vividas e sentidas pela população o “se colocar no lugar do outro” passou a ser algo importante e significativo quando o assunto é dar suporte, amor e ajuda ao ser.

O comportamento empático, nada mais é do que sentir, de forma racional e objetiva, o que sente o outro. É um real “se imaginar” em situações vividas por alguém e tentar, a partir disso, compreender o comportamento alheio diante de determinadas circunstâncias.

A empatia, na maioria das vezes, gera uma grande necessidade de ajuda. A partir do momento em que o “se deparar com a dor do outro” se torna uma realidade, uma ligação intima entre tais pessoas faz com que o altruísmo seja despertado juntamente com a busca por maneiras diferentes (e em algumas situações até mais saudáveis) de vivenciar, ultrapassar e vencer o que é aflitivo.

Ser um bom ouvinte, saber se colocar diante das dificuldades vividas pelo outro e buscar compreender as decisões deste, sem julgamentos, são características especificas de uma pessoa que tem o comportamento empático atrelado a si. É necessário que a tinta que pinta nossos olhos seja raspada diante de uma situação que pede por empatia. É necessário um distanciamento significativo dos nossos medos, preconceitos e pré-conceitos. E principalmente, é essencial que tenhamos um grande distanciamento de nós mesmos para que assim possamos nos aproximar, focar e olhar verdadeiramente para o outro.

+

Ser empático não é uma tarefa fácil, mas o mundo grita por empatia constantemente. Imagine-se vivendo em lugar cujo as pessoas não pensassem em nada, realmente NADA além delas mesmas… Acredito que o pouco que temos não existiria.

É a qualidade da relação humana que faz a população como um todo ser mais forte. É o amor, a compreensão, o respeito e a atitude que contribui positivamente para e o lidar DE todos para com o MUNDO e para CONSIGO mesmo.

A empatia é apta a todos os tipos de relacionamento humano. Nota-se que relações familiares são fortemente estruturadas sobre este comportamento, porém relações estabelecidas em trabalho, círculos de amizade e até mesmo momentâneas, entre pessoas desconhecidas, são capazes de despertar essa capacidade psicológica do ser e consequentemente gerar uma experiência que contribua para o crescimento de todas as pessoas envolvidas na situação.

É importante salientar que existe uma grande diferença entre ser empático e ser simpático. A simpatia provem de afinidades e de uma grande vontade de estar na presença do outro para trata-lo bem e agrada-lo, já a empatia consiste no desejo em compreender, conhecer e ajudar o outro independente das coisas que ambos tenham em comum, independente das vivencias, das experiências e dos princípios. A empatia é um verdadeiro se doar que pode ser praticado e exercitado a fim de distribuir afeto e atenção às necessidades do outro e do mundo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: