‘Tenho orgulho de ser caminhoneiro’

Fernando Vacão é caminhoneiro, apaixonado por música sertaneja, se tornou um grande empresário com a criação de diversas marcas, entre elas os bonés “Indecentes”, “Cachaça do Vacão” e o “Boteco do Vacão”.

Hoje (24/03) apresentamos a oitava história da nossa série de reportagens “Personagens de Cravinhos”, em que estamos retratando diversas pessoas do município cravinhense, que celebrou seus 145 anos no dia 19 de março. O projeto consiste em mostrar, um pouco das pessoas que levam o nome da cidade por todos os cantos do mundo, bem como se destacam no próprio município, com seus empreendimentos, talento, simplicidade e carisma.

E vamos contar a história de um caminhoneiro, que também é muito ligado a música sertaneja e se tornou um grande empresário no ramo de cachaça artesanal e bonés, isso mesmo de representante para venda de bonés, criou a sua própria marca “Indecentes” e vem ganhando mais popularidade a cada dia. Estamos falando de Luis Fernando Spadoni Elias, o popular Fernando Vacão.

Vacão, 32 anos, é filho da empregada doméstica, Roseli e do motorista de caminhão, Silvando (Ferrugem), e tem sua família muito ligada a música sertaneja e o gosto simples da roça.

Fernando Vacão é caminhoneiro e criador de marcas de sucesso
Foto: Arquivo Pessoal

“Com muito orgulho digo que sou filho de empregada doméstica e motorista de caminhão. Meus pais trabalhavam fora, e quem cuidava de mim era a minha avó, por isso fui criado no meio da música sertaneja e caminhões. Meus tios sempre foram caminhoneiros e o meu avô tem uma dupla sertaneja raiz. Foi ai que começou a paixão por caminhão e música sertaneja”, conta, sorridente, Fernando Vacão.

Um pessoa sempre de bem com a vida, Fernando Vacão continua a empreender e agora criou o “Boteco do Vacão”, em que convida duplas sertanejas para cantarem, conhecerem suas cachaças, comer um bom churrasco e conversar sobre diversos assuntos.

E nessa semana a nossa equipe de reportagem esteve com o Fernando Vacão para bater um papo descontraído, muito animado, com várias revelações e claro falando de todos os projetos que ele tem em mente. Acompanhe!

O locutor Dudu Carvalho, a cantora Gaby Violeira e o empresário Fernando Vacão
Foto: Arquivo Pessoal

InterTV Web – Como é a vida de caminhoneiro?

Fernando Vacão – É uma profissão muito perigosa, por causa de acidentes e roubos nas estradas, entretanto pra quem gosta é uma profissão que a cada dia sentimos mais prazer e se apaixona por ela. Tenho orgulho de ser caminhoneiro.

InterTV Web – Você acabou criando diversas marcas, que vão desde bonés até cachaça. De onde surgiu essa ideia?

Fernando Vacão – Sim [risos]. Tudo começou quando fui atrás de saber quem fabricava as botas da dupla Milionário e José Rico, eles usavam botas exóticas e algumas bem coloridas, aí descobri que quem fabricava era o ‘Reizinho Botas’, que fica localizado na pequena cidade de Ibitiúra de Minas. E não fabricava somente para o Milionário e José rico, mas para outras diversas duplas.

Aí fui atrás de conhecer a loja ‘Reizinho Botas’, chegando lá, pedi pra fazer dois pares de botas igual do Milionário e José Rico, uma marron de couro de jacaré e uma de cobra pyton amarela.

Acabei fazendo amizade com o Reizinho e seu filho, viramos amigos, quando surgiu a ideia de vender bonés, então o Reizinho me deu alguns exemplares e comecei a trabalhar com os bonés da marca ‘Reizinho Botas’. Então o sucesso estava sendo tão grande que outras marcas foram me procurando pra ser representante. Ai em 2017 o ‘Reizinho Botas’ me deu a ideia pra criar uma marca própria, foi quando nasceu a “Indecentes”, e até hoje estamos na atividade, porque foi bem aceita no mercado, e a cada dia vem crescendo mais. Somente na marca “Indecentes” já alcançamos o número de 10 mil seguidores.

InterTV Web – E a ideia da cachaça de fabricação própria?

Fernando Vacão – Então quando surgiu a marca “Indecentes” comecei a oferecer os bonés e pedia pro pessoal ir até na minha casa para poder ver e escolher. E pegou o hábito de sempre dar uma dose de cachaça aos clientes. Então surgiu a ideia de criar a “Cachaça do Vacão”, e não é que também pegou [risos].

InterTV Web – Com o Boteco do Vacão, você acabou conhecendo diversas pessoas do meio sertanejo. Como são esses encontros e quando surgiu a ideia de criar o Boteco?

Fernando Vacão – O Boteco do Vacão, mais uma marca criada [risos]. Foi ideia da cantora Gaby Violeira. Nos reunimos sempre para fazer churrasco e toma umas, então um dia desses encontros ela deu a ideia de criar o “Boteco do Vacão”.

É uma resenha entre amigos, onde postamos no Instagram um pouquinho de tudo que rola no Boteco [risos], muita moda sertaneja e cachaça do Vacão [risos]. A partir daí já recebi aqui em casa (Boteco do Vacão) diversas duplas sertanejas, locutor de rodeios, entre outros.

Como postamos os vídeos no Facebook, Instagram e WhatsApp o pessoal tem me perguntando muito sobre o Boteco, pois muitos querem participar. Passando a fase da pandemia a ideia é fazer o Boteco para uma quantidade maior de pessoas, mas sempre com muita moda sertaneja ao vivo, e a tradicional queima do alho, em que resgatamos as tradições e cultura de nosso povo.

InterTV Web – Qual a história mais marcante que você tem com a cidade de Cravinhos?

Fernando Vacão – Pra mim a história mais marcante foi quando a Gaby Violeira cantou aqui na cidade no CTC (Cravinhos Tênis Clube), e foi sucesso, com ingressos esgotados. Foi bem marcante ver a minha amiga cantando em minha cidade e com a casa lotada.

InterTV Web – Você acabou se tornando um grande amigo da Gaby Violeira. Como surgiu e como é essa amizade?

Fernando Vacão – [Risos]. Foi através da cachaça, sou muito fã dela, mandei uma mensagem no direct no Instagram, dizendo que queria presentear ela com umas cachaças, aí marcamos de nos encontrarmos pra levar as cachaças, foi a partir daí que começamos a amizade. Acompanho ela no shows e sempre viajamos juntos. Ela é muito gente boa, tem um talento incrível, tenho um respeito e admiração por ela, a considero como se fosse minha irmã.

Fernando Vacão além de admirar o trabalho da cantora Gaby Violeira também se tornou um grande amigo dela
Foto: Arquivo Pessoal

InterTV Web – Quantos sabores de cachaça você produz?

Fernando Vacão – São 20 sabores da Cachaça do Vacão, sendo eles: branca, carvalho, canelinha, rapadura, café, amburana, amburana com mel, gengibre, maçã verde, azul (tutii frutti), banana, abacaxi, hortelã, pequi, jabuticaba, coquinho, chocolate, menta, sucupira e licor de cachaça.

InterTV Web – Quem são seus maiores ídolos?

Fernando Vacão – Deus e meus pais. Já na música sertaneja Milionário e José Rico e Gaby Violeira.

InterTV Web – Você já andou e viajou muito. Qual cidade mais te encantou até agora?

Fernando Vacão – Holambra (SP), a cidade das flores.

São 20 tipos de cachaças produzidas por Fernando Vacão
Foto: Arquivo Pessoal

InterTV Web – O que Cravinhos significa em sua vida?

Fernando Vacão – Cravinhos pra mim é tudo. Uma cidade muito boa de se morar, e como sempre digo por aí: daqui em não mudo por nada [risos].

InterTV Web – Nesse mês de aniversário da cidade de Cravinhos, qual a mensagem que você deixa a todos?

Fernando Vacão – Que Deus abençoe a todos!

InterTV Web – Suas considerações finais.

Fernando Vacão – Quero agradecer a oportunidade de poder contar um pouquinho da minha história aqui, agradecer o Kennedy Oliveira pelo convite e falar que ‘tamo junto’.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

One thought on “‘Tenho orgulho de ser caminhoneiro’

  • 25 de março de 2021 em 14:32
    Permalink

    Olá, gostaria de saber se a Cachaça do vacão possui registro no MAPA?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: