O Menininho e a Torneira!

A aula da primária já havia começado,

quando aquele menininho veio sentar-se ao meu lado.

E olhando para mim com olhar interrogador,

parecia esperar uma manifestação de amor.

E quando lhe sorri pra mim sorriu também,

e aproximando-se mais de mim, essa frase disse assim:

– Na minha casa tem torneira!

Tomada de surpresa pela frase inusitada,

por um breve momento não consegui dizer nada.

Mas olhando bem pra ele pude logo entender,

o que com aquela frase ele queria dizer.

E enquanto entusiasmado continuava a falar,

eu ia percebendo um brilho em seu olhar.

– Dentro de casa. O vô qui pois. Saiu água!

Não precisou dizer mais nada e sua realidade vi,

era a primeira vez que uma torneira entrava ali.

Abraçando-o com carinho fiquei a imaginar,

a importância que tinha uma torneira em seu lar.

Aquele menininho que diante de mim estava,

era como um professor que entrelinhas me ensinava.

Com ele aprendia parar de reclamar

por coisas insignificantes que faltavam em meu lar.

Jamais irei me esquecer daquela simples lição,

pois ela ficou gravada dentro de meu coração.

Autor

Irene Coimbra

É professora, escritora, poeta, produtora e apresentadora do Programa “Ponto & Vírgula” na TV MAIS RIBEIRÃO. Fundadora da Revista Ponto & Vírgula em Ribeirão Preto.  Editora e Promotora de Eventos Literários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *