A importância do Mastologista na Saúde da Mulher

Tanto para homens quanto para mulheres, a prevenção é a melhor forma de levar uma vida tranquila e livre de doenças.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é uma das condições que mais afetam as mulheres no Brasil e no mundo. O profissional responsável por tratar essa perigosa doença é o mastologista e, por isso, tem um papel de destaque na saúde feminina.

O que faz um mastologista?

Trata-se da especialidade médica responsável por toda e quaisquer doenças ou alterações que surjam nas mamas. A mastologia, por definição, é a especialidade médica que estuda a conformação, o funcionamento e as afecções das glândulas mamárias.

Ainda, o mastologista está apto a diagnosticar, prescrever medicamentos e/ou tratamentos, realizar exames, fazer biópsias, entre outras coisas. A principal patologia tratada por ele é o câncer de mama. 

Porém, existem vários outros problemas que são observados pela mastologia, tais como a presença de nódulos nas mamas, assimetrias, mastites e ginecomastias.

Foto: Divulgação

Qual a importância do mastologista para a mulher? 

Tanto para homens quanto para mulheres, a prevenção é a melhor forma de levar uma vida tranquila e livre de doenças. Neste sentido, a mastologia é fundamental para a saúde feminina, pois é a especialidade que ajuda a evitar diversos tipos de doenças.

Esta área da medicina é dedicada exclusivamente ao cuidado da mama, uma região do corpo feminino que tem muita representatividade. Além disso, é o especialista nesta área que realiza os procedimentos estéticos na região, como a colocação de próteses.

Apesar de tudo isso, a principal atuação do mastologista está no combate ao câncer de mama, uma das doenças mais temidas por todas as mulheres no mundo.

Quando se deve procurar este especialista?

Geralmente, as mulheres são indicadas a procurá-lo anualmente a partir dos 20 anos de idade. Porém, a consulta pode ser realizada sempre que houver dúvidas sobre doenças, sintomas ou até sobre como fazer o autoexame das mamas.

Quando a mulher chega aos 40 anos de idade, a mamografia passa a ser um exame obrigatório e precisa ser repetido a cada ano. Isso porque é o método mais eficaz para detectar o câncer de mama.

Ademais, a primeira visita pode ser antecipada na presença de indícios de que há algo errado. Assim, ele irá fazer o diagnóstico da paciente, prescrever exames e iniciar o tratamento mais adequado.

No caso das cirurgias estéticas, entre o rol dos procedimentos mais realizados por ele estão as biópsias mamárias, cirurgias de reconstrução ou de redução das mamas e implantes de silicone.

Foto: Divulgação

Como é a consulta?

No primeiro contato com o profissional, a paciente responderá perguntas sobre sua condição, seu histórico familiar, os hábitos de vida, a presença de sintomas e possíveis queixas. Em seguida, ele realiza o exame físico da mama para identificar a presença de nódulos.

Caso haja alguma suspeita, ele pode prescrever exames adicionais, tais como, ultrassonografia e a ressonância magnética das mamas ou, para coletar amostra de material, pode realizar punções e biópsias.

Após a análise dos resultados dos exames, se houver a confirmação de alguma doença, é este profissional quem prescreve e realiza o tratamento. 

Conseguiu entender a importância do mastologista na saúde feminina? Por isso, é imprescindível que as consultas de rotina sejam realizadas, pois quando o diagnóstico é precoce, as chances de curas são muito maiores.

Gustavo Zucca

Mastologista, pós-doutorado pela Unesp, especialista em oncoplastia e cirurgia reconstrutora da mama pelo Instituto Europeu de Oncologia – Milão.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: