Entenda o que é a mastectomia poupadora de pele

Conheça os seis tipos de mastectomia que podem ser realizados por uma equipe especializada e que tem como objetivo salvar a vida da paciente.

A mastectomia é um processo que consiste na retirada cirúrgica de uma ou ambas as mamas. Ela pode ser feita em diversas situações, mas é particularmente comum em casos de câncer de mama. Há mais de um tipo de mastectomia, vamos conhecer.

– Simples: Como o próprio nome sugere, é o procedimento mais simples e comum. Nesta cirurgia, o médico faz a retirada de toda a mama, sem tocar nos linfonodos axilares ou no tecido sob a mama. Em algumas circunstâncias, pode haver remoção dos linfonodos durante outra cirurgia. Pode ser preventiva, quando há altos riscos de desenvolvimento de câncer de mama, ou quando há intuito estético envolvido (o que pode acontecer em casos de readequação de gênero).

– Radical modificada: Combina a retirada das mamas com a remoção dos linfonodos axilares.

– Dupla: Trata-se da retirada de ambas as mamas. Também pode ser preventiva ou realizada como forma de oferecer ao paciente conforto estético.

Foto: Divulgação

– Poupadora da pele: Utilizada quando há necessidade de reconstruir a mama de forma emergencial. Durante a mastectomia poupadora de pele, o especialista conserva a maior parte da epiderme, mas retira quantidades significativas do tecido mamário. Nesse procedimento, há a utilização de tecido de outras partes do corpo ou de implantes específicos. Esse tipo pode ser vetado para alguns pacientes, como aqueles que estão com tumores de grande extensão.

– Poupadora do mamilo: Variação do procedimento citado acima, costuma ser realizado em pessoas que estão com tumores em estágio inicial. Como o nome pode sugerir, há a retirada do tecido mamário, mas o mamilo e a epiderme da mama são mantidos. A reconstrução mamária é feita a partir daí.

– Radical: Há a remoção da mama, dos linfonodos existentes sob as axilas e dos músculos presentes sob a mama. É feita em casos raros, quando há tumores de grande extensão, na região dos músculos do peito.

Com uma equipe médica experiente, você ficará bem. O importante é salvar a sua vida, não se esqueça disso.

Gustavo Zucca

Mastologista, pós-doutorado pela Unesp, especialista em oncoplastia e cirurgia reconstrutora da mama pelo Instituto Europeu de Oncologia – Milão.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: