Asma e Obesidade Infantil

Os pesquisadores observaram que as crianças que eram portadoras de asma, apresentaram uma maior porcentagem no desenvolvimento da obesidade (15,8%)

A obesidade infantil trata-se de um problema de saúde pública e pesquisa apontam a relação de crianças com asma e a maior probabilidade no desenvolvimento de obesidade. A obesidade trata-se de uma doença multifatorial que inclui pré disposição genética, fatores emocionais e maus hábitos alimentares.

Uma pesquisa realiza da na Califórnia, analisou, por um período de dez anos 2 mil crianças na faixa etária de 5 a 8 anos de idade, além de um questionário sobre hábitos como exposição ao tabagismo, prática de atividades físicas e histórico familiar de doenças respiratórias.

Ao final desse estudo, os pesquisadores observaram que as crianças que eram portadoras de asma, apresentaram uma maior porcentagem no desenvolvimento da obesidade (15,8%), sugerindo que essas crianças possuem maior probabilidade ao aumento de peso.

Portanto, pode ser concluído a importância no tratamento efetivo da asma em crianças, para prevenir o ganho de peso e o aparecimento de doenças metabólicas futuramente. O motivo pelo qual a asma pode levar ao desenvolvimento da obesidade não é claro, porém de acordo com as pesquisas o cuidado com essas crianças deve ser redobrado, estimulando bons hábitos de vida, melhora na qualidade alimentar e prática de atividade física.

Renata Dessordi

Renata Dessordi é nutricionista formada pela Universidade de Ribeirão Preto, especialista em Nutrição Clínica e Esportiva. Mestra em Alimentos e Nutrição pela Unesp. Doutoranda em Alimentos e Nutrição pela USP/Unesp. Auriculoterapeuta Francesa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: