La Corniche d’Or

A França é como uma caixinha de surpresa que não possui fundo e existe muitos rincões para seguir conhecendo.

Essa semana compartilho com vocês um passeio panorâmico pela – La Corniche d’Or  (A Corniche de Ouro) que forma parte da estrada Nacional 98 francesa e se alarga a 40km. Através desse trajeto é possível saborear com os olhos as mesmas luzes, céus e ondas que durante os dois últimos séculos numerosos artistas tentaram retratar.

A luminosidade que atraiu a Van Gogh, Picasso, Renoir, Cézanne é a protagonista da mesma paleta de cores cuja qual, se deslumbravam esses artistas. Esse recorrido é uma viagem através das cores, aromas, luminosidades que assim desenham o mapa de cidades e lugarejos como: Cannes, Saint Paul de Vence, Saint Raphael

Uma encosta quebrada de alcantilados, turquesas e Yachties inalcançáveis, salvo por um olhar. O clima, a qualidade de vida Mediterrânea e o cinema clássico influenciaram muito na fama da Costa Azul (Côte D’Azur). Sendo esta outra França que pouco tem a ver com as demais regiões. E a mágica da luz segue inspirando os vilarejos tal qual fez com aqueles pintores, agora imortal que se apaixonaram pela luz mais pura e azul de toda a França.

Existe, supostamente a Costa Azul das aparências, com contrastes de grandiosidades e quilates, mas se fixarmos bem o olhar para dar-nos conta de que os pequenos detalhes seguem medindo a vida a câmera lenta dessa curva com a qual o mar e o sol cobrem mutuamente.

Saint Raphael

Seguindo viagem através do encanto da luz a primeira parada foi em Saint Raphael, um vilarejo que está a 25 km ao sudeste da cidade de Cannes, e 111 km a leste de Marselha com apenas mais 74 km é  possível chegar ao sudeste da fronteira Italiana. Paris acabou ficando mais distante a 695 km.

Saint Raphael é um vilarejo de origem pesqueira que se converteu a partir da metade do século XIX num destino turístico, como toda a Riviera Francesa, sempre foi muita atraída por artistas, políticos e gente de muito dinheiro, interessados pelo seu entorno privilegiado em que se encontra e também pelo clima muito agradável.

Saint Raphael tem uma costa que se estende a mais de 30 praias, um dos principais atrativos dessa pequena cidade é o porto, uma mistura entre o pitoresco e o moderno, entre o luxo e a autenticidade. Esse pequeno vilarejo tenta manter-se com sua antiga identidade de cidade pesqueira, o que muito chama atenção é o centro antigo, suas ruazinhas estreitas e seus mercadinhos na rua, um costume bem provençal.

Outro monumento importante e característico da cidade é a Basílica de Notre-Dame-De-La-Victoire,  com seu estilo neoromânico-bizantino, muito de moda na época em que foi construída em 1887.

Há 14 anos o vilarejo se ilumina durante o período natalino, a cidade se converte num lugar mágico, no coração dela onde se encontram os monumentos mais importantes ficam todos iluminados dando espaço a espetáculos teatrais de luzes e cores.

Saint Paul De Vence

Seguindo viagem através da rota da luz, próxima parada…

Saint-Paul-de-Vence é uma cidade amuralhada, escondida no alto de uma montanha com vista para o Mediterrâneo,  no pequeno coração da Riviera Francesa. Por lá também passaram os artistas amantes da luminosidade, todos eles compartilhavam de uma só paixão: a luz. A vila é inspiradora desde o momento que se vê, para os aficionados pela arte, irá encontrar inúmeras galerias de artes.

Para aceder à cidade tem que entrar por uma porta grossa amuralhada, nessa hora é melhor esquecer o mapa e os guias de viagem e deixar-se levar por onde quiser dentro desse vilarejo encantador, vale a pena observar cada janela, testemunhas de muitas historias.

Cannes

Cannes  é uma das cidades mais destacadas como destino de férias na Riviera Francesa. Os hotéis 5 estrelas e as Ferraris vão de encontro até sucumbir o Boulevard dos Cruzeiros. Os super Yachties atracados no porto se fundem com o Palácio do Festival e Congressos, sede do Festival de Cinema de Cannes que desde os anos 30 entrega a prestigiosa Palma de Ouro a diretores e artistas do mundo todo, deixando a cidade famosa internacionalmente.

Cannes é uma das poucas cidades da Riviera Francesa com praias de areia, as praias mais centralizadas são todas privadas. São poucas as praias que são publicas e muitas não se encontram em boas condições quando chega a alta temporada. Geralmente durante os meses de Julho a Setembro há uma aglomeração grande de turistas e o acumulo de lixo também se torna grande, mesmo havendo limpeza passada algumas horas volta a estar igual.

Um passeio que não pode ficar de fora: dirigir pela Le Promenade dês Anglais (Passeios dos ingleses) são quilômetros percorridos de águas azuis, diferente da cor da água do Mediterrâneo que estamos acostumados, praias de pedras e não de areia. A água é muito límpida e geralmente estão acercadas de rochas. Assim chego ao final desse trajeto saboreando as cores, o céu, a luz e o azul inesquecível do Mediterrâneo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Graziella Marasea Cebollero

Viaja o mundo a trabalho e com isso reúne diversas histórias e fotos que irá compartilhar com a gente.

Um comentário em “La Corniche d’Or

  • 20 de abril de 2017 em 19:49
    Permalink

    Adorei gra! Me faz relembrar uma época muito boa!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: