Goleiro Gersinho: Humildade e simplicidade na vida e nos gramados

O goleiro Gersinho, um dos destaques da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2017, arruma suas malas para jogar no time do Gouveia de Portugal

Olá leitores, tudo bem? Hoje temos mais uma Coluna Bate-Papo para vocês. E o entrevistado de hoje era desconhecido do grande público até o dia 02 de janeiro desse ano. Exatamente quem o conhecia eram seus familiares, amigos e claro alguns profissionais de sua área, mas aos poucos com sua simplicidade, humildade e acima de tudo grande trabalho dentro de campo foi conquistando a todos os torcedores, fossem eles do Batatais Futebol Clube ou de qualquer outra equipe que ele atuasse contra. Hoje o nosso “Bate-Papo” é com Gerson Reggioni Júnior, o popular Gersinho, goleiro da equipe do Batatais durante a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2017.

Gersinho, 20 anos, ficou famoso por conseguir defender diversos pênaltis e ser um dos protagonistas a levar a equipe do interior paulista a disputar a Grande Final da competição frente ao Sport Club Corinthians Paulista, em pleno Pacaembu.

Mesmo acima do peso, como admitiu em uma reportagem televisiva na época, foi fazendo brilhantes defesas e se destacando como grande “pegador” de pênaltis, e todos os feitos eram sempre dedicados a sua irmã Manu [falecida em um acidente automobilístico em 2015].

“Precisava da força de todas as torcidas, mas minha mãe também. A felicidade que minha mãe ficou, ela me acompanhou em todos os jogos. Aí eu olhava nos olhos dela após os jogos. Chegava a brilhar o olho dela. A gente estava precisando de um ‘up’ na nossa vida por causa (do acidente) da minha irmã. Essa Copinha mudou nossa vida”, revela o goleiro Gersinho.

Após o término da Copinha, em que o goleiro foi escolhido, ao lado do jogador Pedrinho (Corinthians), o melhor jogador da competição, a então diretoria e Comissão Técnica do Fantasma optaram por não o colocarem no time profissional. Mas Gersinho continuou a treinar no time Sub-20 (sem receber salário), fazer Crossfit e ajudar a mãe, Fátima Borghi, em sua fábrica de confecção de roupas.

E após chegar até a desistir do futebol, no mês de Agosto, recebeu uma grande notícia e uma proposta de trabalho, a equipe do Gouveia, de Portugal estava interessado em sua contratação. E após muita conversa com familiares e, principalmente, com sua mãe, decidiu aceitar a proposta e terá que se apresentar até o dia 20 de Setembro no time português, que atualmente disputa a 3ª Divisão.

Intertv Web – A Copa São Paulo de 2017 realmente mudou a sua vida?

Gersinho – Isso é mais que óbvio, e não tem nem como eu falar que não! A Copinha fez eu e minha mãe nos erguer na vida novamente.

Você sempre exalta a sua irmã em tudo que faz. Essa presença dela é forte até hoje?

Sim! Não foi só na época da Copinha, vou levar minha irmã eternamente nos meus pensamentoS

Como surgiu a oportunidade de você jogar em Portugal?

Através do meu ex-treinador, o Ari! Ele jogou lá um bom tempo e tem alguns amigos, e me deu uma mega força pra ir pra lá.

Qual vai ser a equipe que jogará? E quando deverá se apresentar?

A equipe é o Gouveia! E se Deus quiser me apresento até o dia 20 de Setembro.

Qual a sua perspectiva de carreira no futebol?

Pretendo me tornar um jogador bem sucedido pra conseguir retribuir tudo o que minha mãe fez por mim.

Durante a Copinha você acabou se destacando dentro de campo por suas atuações, e fora dele por sua humildade. Essa simplicidade vem de onde?

Acho que vem da minha criação, pois aprendi com meus pais que nunca fui e nunca vou ser melhor que ninguém, então não vejo motivo pra ser diferente do jeito que sou.

Como você enxerga o futebol brasileiro atualmente?

É muito bom o futebol brasileiro só fico muito chateado com brigas de torcidas.

Quais são seus ídolos no futebol?

São muitos, mas em especial o Marcão do Palmeiras [risos].

Qual momento mais te marcou em sua carreira?

Não só na minha carreira como na minha vida, foi quando perdi a Manuzinha, porque parei minha vida do dia pra noite!

Qual foi a importância do Batatais Futebol Clube em sua carreira?

Me ajudou muito, especialmente o Ari que sempre me apoiou.

Suas considerações finais.

Gostaria de agradecer muito ao Batatais por tudo que fez por mim, uma vez que me ajudou sempre e apoiou. E obrigado a cidade de Cravinhos por toda a força.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

2 comentários em “Goleiro Gersinho: Humildade e simplicidade na vida e nos gramados

  • 7 de novembro de 2017 em 16:20
    Permalink

    Boa tarde! Gostaria de saber mais informações do Gerson! Ele continua em Portugal? Se tem jogado com frequência e etc..

    Resposta
    • 8 de novembro de 2017 em 09:14
      Permalink

      Obrigado pelo contato. Em breve iremos fazer outra matéria com o Gerson e trazer as novidades, fique ligado!

      Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: