Alimentos Orgânicos e Hidropônicos

A alimentação diversificada e equilibrada é composta por todos os grupos de alimentos como os carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, sais minerais e fibras. Esses últimos nutrientes são encontrados nas frutas, verduras e legumes. Além da importância no seu consumo, atualmente devemos ter cuidado com a sua qualidade durante o cultivo.

Durante o processo produtivo até a chegada dos legumes, verduras e frutas a mesa, pode ocorrer perda da qualidade nutricional e, além disso, muitos podem conter altas quantidades de agrotóxicos. Por este motivo que a busca por alimentos orgânicos tem aumentado nos últimos anos. Hoje em dia, podem ser encontrados diversas opções de alimentos orgânicos no supermercado como frutas, verduras, carnes e açúcar. Denomina-se orgânico o alimento que foi cultivado sem o uso de adubos químicos, agrotóxicos ou dejetos humanos. O cultivo orgânico visa a manejar de forma equilibrada, o solo e os recursos naturais.

Com relação à composição de nutrientes, os alimentos orgânicos não são significativamente superiores aos cultivados de forma convencional, porém a não utilização de agrotóxicos em sua produção torna-os mais seguros e contribuem para um organismo mais saudável, evitando problemas como a sobrecarga renal e hepática, causadas pelo uso de venenos. Por este motivo, os orgânicos são indicados para gestantes, crianças e idosos.

Visualmente não se diferencia os alimentos orgânicos dos convencionais e, para isso, existem selos de certificação que o produtos é orgânico, assinados por associações de agricultores que inspecionam todo o processo, e verificam se o produto esta realmente dentro das regras.

Em comparação, os alimentos hidropônicos, são aqueles produzidos em estufas, onde não há o uso do solo para o plantio, mas de adubos químicos que são facilmente solúveis em água. As verduras são cultivadas dentro de tubos plásticos perfurados ou em recipientes com substrato e nutridas com a solução de água e adubos químicos. As raízes absorvem os nutrientes diretamente da solução que circula dentro dos tubos ou colocada no meio de cultivo do recipiente utilizado.

A desvantagem dessa forma de cultivo baseia-se que pelas plantas hidropônicas serem cultivadas fora do solo, tornam-se mais suscetíveis ao ataque de doenças, que muitas vezes surgem de maneira não controlável, obrigando o produtor a usar agrotóxicos na tentativa de salvar sua produção.

As diferenças entre os alimentos orgânicos e hidropônicos estão resumidas mais claramente a seguir:

Hidroponia

Agricultura Orgânica

Produção de alimentos sem o uso do solo

Produção de alimentos no solo

Plantas recebem agrotóxicos

Plantas não recebem agrotóxicos

Plantas precisam receber fertilizantes químicos, devido à ausência de solo

Plantas recebem apenas fertilizantes orgânicos ou minerais moídos

Eventuais excessos de nutrientes ou impurezas na solução nutritiva podem se acumular no produto hidropônico

O solo filtra e neutraliza as eventuais impurezas e a planta aproveita os nutrientes sem acumular excessos

Plantas com metabolismo desequilibrado, suscetíveis ao ataque de pragas e doenças

Plantas com metabolismo equilibrado, mais resistentes a pragas e doenças

A beleza garante ao consumidor que o produto é saudável

O sistema de produção certificado garante ao consumidor que o produto é saudável

Renata Dessordi

Renata Dessordi é nutricionista formada pela Universidade de Ribeirão Preto, especialista em Nutrição Clínica e Esportiva. Mestra em Alimentos e Nutrição pela Unesp. Doutoranda em Alimentos e Nutrição pela USP/Unesp. Auriculoterapeuta Francesa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: