A emoção de fazer os sonhos das crianças se tornarem realidade

José Roberto Luccas começou a fazer casinhas de madeira, há dois anos, após o pedido de sua neta Emanuelle, que havia perdido a mãe, dias antes do Dia das Crianças.

Com a chegada do dia das crianças, comemorado no dia 12 de outubro, a garotada fica ansiosa à espera de seus brinquedos, geralmente oferecido pelos pais, avós, padrinhos, madrinhas e tantos outros familiares.

Uma das pessoas que vem construindo sonhos de criança, visando a satisfação e brincadeiras dos pequenos, é o cravinhense José Roberto de Luccas, 55 anos, mecânico industrial desempregado que, há dois anos, para realizar o desejo de uma criança, decidiu por confeccionar casas de madeira de brinquedo.

Tudo começou, quando a sua neta, Emanuelle, a Manu, após perder sua mãe, perto do Dia das Crianças, pediu uma casinha para seu avô, aquelas de plástico, que na época custava em torno de R$ 750,00.

José Roberto Luccas começou a fazer casinhas de madeira, há dois anos, após o pedido de sua neta Emanuelle
Foto: Lucimara Souza

“Exatamente no dia 7 de outubro de 2018, no domingo, a gente foi convidado para ir no rancho de um cunhado. Lá comentei sobre a casinha e que não poderia comprar. Um amigo prontamente me disse: ‘por que você não faz uma casinha para ela? Eu tenho a madeira e te dou’. No dia seguinte, o mais rápido possível, levou as madeiras na minha casa. Eu, como sou desenhista mecânico, formado e desenhista artístico, praticante, projetei uma casa de madeira, com o material que tinha”, comenta José Roberto.

E isso acabou sendo um momento especial não só para a pequena Manu, mas para todos que se sentiram envolvidos pela situação e momento.

“Essa acabou sendo a maior casinha que eu fiz. Ganhei as madeiras do amigo Paulinho; o telhado e as tintas da casinha foi o tio/padrinho da Manu, Zé Telles, que forneceu. Começamos a casinha no dia 7 de outubro e no dia 12 de outubro estava pronta”, revela José.

A construção das casinhas demoram entre 5 e 7 dias para serem finalizadas e entregue
Foto: Lucimara Souza

As casinhas são produzidas de forma totalmente artesanal, com ferramentas básicas, e muito carinho, amor e qualidade. São construídas de chapa de compensado, telhas ecológicas e pinturas em látex ou esmalte. A iluminação também não fica de fora, e quem vê de perto tem a sensação de que realmente é uma casa normal, totalmente equipada.

 “A iluminação foi a principal novidade que fiz para as crianças, para que os pais possam ensinar a importância da economia de energia, porque quando não estão lá devem apagar as luzes e deixar tudo organizado”, conta o construtor.

O mecânico industrial revela que no dia 07 de outubro de 2020 completou 2 anos desde que construiu a primeira casinha. De lá em diante já foram feitas várias “residências” para crianças de toda a região.

Crianças ficam felizes e pais se emocionam com a entrega das casinhas
Foto: Divulgação

“Levo em média 7 dias para fazer toda a casinha, a pessoa me procura negociamos o valor e tamanho desejado. Depois de uma semana, levamos para montar no local escolhido pelo cliente”, diz José Roberto.

Claro que, em sua memória, existem diversas casas de madeira já construídas, entretanto, uma delas lhe enche de orgulho e boas lembranças: a primeira, que foi construída para sua neta e para o filho Nicholas.

“Depois de um ano que eu estava fazendo propaganda nas redes sociais, uma empresária de Ribeirão Preto, dona de uma loja, viu a foto da casinha da Manu e quis adquiri-la. Ela queria a casa em três dias, porque aconteceria uma festa em sua residência e ela queria mostrar para todos. Minha esposa e eu começamos, então, a desmontar a casinha da Manu, para fazer as modificações e a nova pintura. Fomos rápidos, eficientes para cumprirmos o prazo de entrega e deixar a cliente feliz”, afirma José Roberto.

E a cada encomenda entregue para os clientes, vê uma demonstração de alegria diferente nos olhos das crianças, o que faz com o que o construtor cravinhense se motive ainda mais para realizar os sonhos dos pequenos.

“A sensação de vermos as crianças felizes em cada entrega é muito gratificante. Até os pais se emocionam, alguns até enfeitam as casinhas e depois fazem a limpeza como se estivessem fazendo a faxina de sua própria residência. Tudo isso fazemos com muitos carinho e amor”, conclui o cravinhense.

E para quem quiser conhecer mais o trabalho do Sr. José Roberto Luccas, bem como fazer encomendas das casinhas pode entrar em contato com ele pelo Facebook (https://www.facebook.com/joseroberto.deluccas) ou diretamente no WhatsApp (16) 9.9229-4704.

Casinhas podem variar de tamanho e são feitas para serem colocadas em diversos espaços
Foto: Divulgação

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: