Escola alemã: estilos, características e alguns mitos

Pra bater um papo legal sobre cerveja, vamos começar do começo entendendo um pouco sobre as 4 escolas cervejeiras, um pouco de suas histórias, características e estilos. Depois de ter esses conhecimentos básicos, sua vida vai ficar muito fácil na hora de ir fazer compras e reabastecer seu estoque.

A primeira e que vamos conversar bem resumidamente é a escola alemã. Uma das mais tradicionais e antigas.

Alguns – entre os diversos – estilos da escola alemã que podemos citar são: German Pilsner, Witbier, Berliner Weisse, Helles, Keller, Kolshi Weizenbock (claras) Bock, Doppelbock, Rauchbier, altbier (escuras).

Existe o mito de dizer que quem bebe cerveja estilo alemão não é bebedor de cerveja porque não gosta de amargor. Com base em que as pessoas falam isso? Berliner Weisse por exemplo tem um azedinho especial que até inspirou a Brasileira Catharina Sour. Rauchbier tem suas características bem defumada que remetem à bacon e esses dois estilos são bastante complexos, tanto acredito que sejam difíceis para cervejeiros iniciantes. Eu indicaria para quem está começando a acostumar o paladar cervejeiro, a Helles por exemplo. Leve e refrescante e lembra bastante uma Pilsen.

Mas mesmo com essa variedade de estilos, muito se fala na lei da pureza alemã. A famosa Reinheitsgebot da qual se diz que se deve usar na fabricação de cerveja apenas água, malte e lúpulo. E o que seria a lei da pureza alemã? Nos tempos modernos é apenas Marketing! Afinal não existe cerveja sem levedura. Inclusive, ela é responsável pelo aroma de cravo e banana, principal característica das cervejas de trigo.

Num outro dia a gente bate outro papo sobre esses detalhes da lei da pureza alemã… como surgiu e porquê hoje em dia é marketing. Esse vai ser um tema polêmico, acreditem!

E aí, qual estilo alemã vai ser sua escolha do seu final de semana?

Prost!

Autor

Karina Hauch

Publicitária e beer sommelière. Apaixonada por cerveja, fábricas e mundo cervejeiro. Adora conhecer novos rótulos e experiências gastronômicas. Sonha viajar o mundo em busca de cervejarias e acumular experiências em horas-copo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: