Experiência de viagens cervejeiras com Priscilla Salenave

Nessa semana abrimos a “Coluna Glamour Cervejeiro” para um bate-papo com a sommelier Priscila Salave, que é sócia-proprietária da loja Mestre-Cervejeiro de Ribeirão Preto.

O sonho de consumo de qualquer amante de cervejas é um rolê de horas-copo pelo mundo, especialmente pela Bélgica. O paraíso cervejeiro mais insano e especial. Por isso, batemos um papo com a Priscilla Salenave, sócia-proprietária da loja Mestre-Cervejeiro de Ribeirão Preto que conta um pouco sobre suas experiências de viagens pelo mundo, sempre em busca de cervejas especiais.

Tudo começou em 2009, em sua primeira viagem internacional pela Argentina, visitando um bar Irlandês que ficava no mesmo hotel em que se hospedou, teve seu primeiro contato com cervejas especiais bem diferentes das consumidas aqui no Brasil, a Light Lagers, comercialmente conhecidas como Pilseners. Não deu para negar que foi paixão ao primeiro copo.

Depois disso a viagem seguiu para o México, Panamá, Punta Cana, EUA, Canadá, Alemanha, República-Tcheca, Hungria, Alemanha e até na Tailândia buscando cervejas especiais. A curiosidade era encontrar algo que não se via por aqui e infelizmente essas cervejas maravilhosas nem sempre chegam aqui no Brasil com facilidade ou frescor.

Priscilla Salenave conta como começou a se interessar por cervejas especiais
Foto: Divulgação

Depois dessa paixão na veia pelas cervejas, Priscilla deixou seu cargo de gerente de banco e abriu sua primeira franquia do Mestre-Cervejeiro. Depois dessa mudança de vida e trabalho em busca desse amor pela bebida, buscou formação em Sommelière pela Doemens e Cicerone Beer Server.

Para ela, a definição de paraíso cervejeiro é aproveitar o melhor das cervejas especiais em qualquer cantinho do mundo onde você puder estar.

Perguntei sobre o local preferido entre essas viagens e o destaque foi para a Bélgica.  Lá a cultura é extremamente implantada. As pessoas vivem isso. Não há um bar ou loja pequena que você não possa se sentar e degustar maravilhosas cervejas sem olhar para os lados e ver que todos vivem essa cultura.

A dica para quem planeja esse tipo de viagem é pesquisar na internet, não se prender às agências de viagens. Ter a mente aberta fazer seu roteiro com tempo e ter a coragem de se aventurar. Ir sem medo!

Karina Hauch

Publicitária e beer sommelière. Apaixonada por cerveja, fábricas e mundo cervejeiro. Adora conhecer novos rótulos e experiências gastronômicas. Sonha viajar o mundo em busca de cervejarias e acumular experiências em horas-copo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: