Chegou a hora de falar das minhas queridinhas cervejas inglesas

Basicamente, as cervejas Ale inglesas são extremamente equilibradas, elegantes e harmoniosas, nada é em excesso. Sutileza e cuidado definem essa escola.

As características dos lúpulos que crescem nas terras da rainha podem ser herbais e terrosos, frutas secas e pinho com um amargor de médio-alto.

Alguns estilos bem conhecidos que vale a pena ter em seu estoque: English Pale Ale, Old Ale, Brown Ale e as Stouts e Porters em todas suas variações e as complexas e super especiais: Barley Wines e Bitters.

Toda cervejaria inglesa fabrica pelo menos uma Bitter: cerveja de cor dourado a magno, com teor alcóolico baixo que vai de 3,5% a 5%, com sabor que pode ir de leve a intenso amargor. A base pode ter maltes claros aos levemente torrados. Geralmente é servida sem colarinho, apenas com uma camada fina de espuma.

No geral, as inglesas são feitas para apreciar sem pressa e não muito geladas – conforme esquenta o copo, melhor você consegue apreciar os aromas e sabores. É pra beber sozinho ou em boa companhia, sem pressa. A elegância dessas cervejas proporciona isso. Nada é muito amargo, ou muito doce, nem muito encorpado, e elas são maravilhosas por isso: conseguem equilibrar todos os elementos.  São cervejas com teor alcóolico relativamente baixo, mas com sabores intensos.  Se isso não é elegância, amigos…

Claro que isso vai variar de acordo com as características específicas de cada estilo e estamos falando de um panorama geral.

As Barley Wines, por exemplo, têm alto teor alcóolico e coloração de cobre-castanho até marrom, devido à composição de maltes, que proporcionam essas cores mais fortes. No sabor, cabe o adocicado dos maltes e o amargor dos lúpulos. No aroma, cabem os frutados das leveduras. A formação de espuma costuma ser muito bonita, forma um bom colarinho. Muito comum nesse estilo o envelhecimento em barris de madeira, que deixam as cervejas ainda mais complexas, aromáticas e alcóolicas.

Para cair de copo nas brejas inglesas, indico apreciar todos os rótulos da Fullers, uma das fábricas mais tradicionais e premiadas da Inglaterra.  Além dos clássicos estilos ingleses, eles ainda se aventuram em misturar um rótulo com a escola americana – que é bem diferente, inclusive – mas sem a mesma agressividade.

Rótulos que você precisa beber: ESB, Honey Dew, London Porter e London Pride.  E o mais legal é que você acha até em bons supermercados.  Outras marcas que não podem ficar de fora também são Samuel Smith e Young’s.

Particularmente é minha escola preferida e com esse tempo de chuva e frio londrino eu já coloquei minha Barley Wine pra gelar um pouquinho (mas não muito, a temperatura da geladeira já está ótima pra ela!).

Um brinde de Pint cheio às cervejas das terras da Rainha!

Autor

Karina Hauch

Publicitária e beer sommelière. Apaixonada por cerveja, fábricas e mundo cervejeiro. Adora conhecer novos rótulos e experiências gastronômicas. Sonha viajar o mundo em busca de cervejarias e acumular experiências em horas-copo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *