‘A Cultura deve também ser um compromisso de todos’

O ator e diretor de teatro, Leandro Maurício, conta como deixou os “números” para ter contato 100% com pessoas, e ainda defender a Cultura.

Hoje (20/03) apresentamos a quinta história da nossa série de reportagens “Personagens de Cravinhos”, em que estamos retratando diversas pessoas do município cravinhense, que celebrou seus 145 anos no dia 19 de março. O projeto consiste em mostrar, um pouco das pessoas que levam o nome da cidade por todos os cantos do mundo, bem como se destacam no próprio município, com seus empreendimentos, talento, simplicidade e carisma.

E vamos contar a história do ator e diretor de teatro, Leandro Maurício, 46 anos, e que na adolescência trabalhava no escritório de contabilidade de seu pai, mas observava que não eram os números que o deixariam feliz, mas sim o contato direto com pessoas.

Ator e diretor de teatro ressalta a importância da Cultura dentro da sociedade
Foto: Arquivo Pessoal

“Sempre me reconheci como uma pessoa que precisa estar em conexão com muitas pessoas, às vezes até ao mesmo tempo! Quando nem sabia qual faculdade iria cursar, havia a certeza de na área de humanas. Comecei a trabalhar no começo da adolescência no escritório do meu pai, mas nunca me identifiquei com números, cálculos, enfim a rotina de um escritório de contabilidade. Eu era triste fazendo aquilo. Lembro que com 12, 13 anos criei uma locadora de gibis no quintal de casa. Depois vieram os teatrinhos na varanda, o teatro na escola, os eventos. A partir daí vi que meu destino seria trabalhar com algo que me colocasse 100% em contato com gente”, comenta Leandro Maurício.

Para conhecermos um pouco mais da história do ator e diretor de teatro, tivemos com o Leandro Maurício para um bate-papo bem descontraído, em que ele falou dos projetos, início da carreira e muito mais. Acompanhe!

Leandro Maurício ressalta que ama e defende a sua cidade de todas maneiras
Foto: Arquivo Pessoal

InterTV Web – Você é natural de Cravinhos e viveu muitas coisas na cidade. Qual foi o momento mais marcante pra você?

Leandro Maurício – É muito difícil pra mim definir um único acontecimento, seja triste ou feliz. Mas posso dizer que, nos últimos anos, o Bloco Saratimbancos, da ONG SARA, ter se firmado como uma tradição no carnaval local foi um marco e as duas últimas eleições para escolha dos membros do Conselho Tutelar, organizadas durante minha gestão no CMDCA, também me marcaram.

InterTV Web – Acredita que Cravinhos pode crescer ainda mais?

Leandro Maurício – Sou bairrista. Amo e defendo minha cidade. Do meu jeito tento recompensar tudo o que ela me proporciona. Penso que sempre haverá novas oportunidades, novos desafios, novas formas de ver e rever tudo.

InterTV Web – Você sempre esteve envolvido com a Cultura de Cravinhos. O que você acha que a cidade ainda necessita?

Leandro Maurício – Cravinhos encontra-se numa ótima fase no que diz respeito à cultura. O olhar atento da administração pública para com a cultura tem sido muito importante e promissor. No ano passado tivemos a Lei Aldir Blanc que ajudou muitos artistas locais que tiveram suas atividades paralisadas, isso graças ao empenho do setor cultural da cidade. Em breve teremos o Centro Cultural da cidade que irá receber muitas linguagens artísticas. Essa oferta aumenta o repertório cultural nos munícipes e todos ganham. Acho que os artistas precisam participar mais das ações da Cultura, conhecer mais, se informar, se capacitar. A iniciativa privada também deve ser motivada à apoiar os projetos locais, seja patrocinando ou incentivando financeiramente por meio de leis de incentivo. A Cultura deve também ser um compromisso de todos.

InterTV Web – Qual a história mais marcante que você tem com a cidade de Cravinhos?

Leandro Maurício – Certa vez, após apresentar uma peça com alunos do curso de teatro, havia uma senhora com uns 80 anos na plateia. Ao final da apresentação ela me procurou e disse: “Eu não sei ler, não sei escrever e nunca tinha visto uma peça de teatro na vida. Antes que Deus me chamasse eu precisava conhecer o que era o teatro. Você e toda essa meninada me fez muito feliz hoje e aprendi e ouvi coisas que jamais pensei ouvir na minha vida. Obrigado. Nunca mais vou esquecer.” No final, quem nunca mais esqueceu fui eu. Foi uma espécie de “prova” de que tudo o que fiz e faço no teatro aqui em Cravinhos, vale muito a pena.

O ator e diretor ressalta que cuidar de uma praça é como se fosse a extensão de sua casa
Foto: Arquivo Pessoal

InterTV Web – O que Cravinhos significa em sua vida?

Leandro Maurício – Possibilidades. Muitas. De crescimento, de transformação, de vivências e encontros.

InterTV Web – Você e alguns moradores do Pedregal (Jardim Independência) “adotaram” a praça do local, e estão sempre cuidando. Por que fizeram isso?

Leandro Maurício – A vizinhança do Pedregal é a mesma há mais de 40 anos. Sou de uma geração que brincou muito na rua, nadou em enxurrada de chuva, arrancou muita “tampa” do dedão do pé. A rua, para mim, é uma extensão da minha casa, do meu quintal. Acho que todos nós do Pedregal temos essa mesma relação com o bairro, com a praça. Há um pertencimento. Somos aquele lugar, por isso o cuidado. A praça também é nossa casa.

InterTV Web – O que você mudaria na cidade de Cravinhos?

Leandro Maurício – Nada. Eu me mudaria pra cá se não morasse aqui!

InterTV Web – Qual a mensagem que você deixa para Cravinhos em seus 145 anos?

Leandro Maurício – Seja forte, seja firme e refloresça sempre. Acolha a todos com humanidade, respeito e empatia. Eu acredito em você. E lembre sempre que os filhos teus não fogem à luta!

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: