‘Confesso que tenho uma relação de alma com a música’

Jóice Alves, é cantora, instrumentadora cirúrgica, publicitária e empreendedora. Ela se dedica a cada uma das suas funções com todo o amor e alegria.

Hoje (08/04) apresentamos a décima sexta história da nossa série de reportagens “Personagens de Cravinhos”. O projeto consiste em mostrar, um pouco das pessoas que levam o nome da cidade por todos os cantos do mundo, bem como se destacam no próprio município, com seus empreendimentos, talento, simplicidade e carisma.

E vamos contar a história da cantora, instrumentadora cirúrgica, publicitária e empreendedora, Jóice Cristina Alves Barissa, 35 anos, e que tem como lema em sua vida: “nunca me acomodar”. Ela que acumula diversas profissões no currículo, começou a cantar profissionalmente com 17 anos, após participação no “Programa Ídolos” e “Programa Raul Gil”. Depois se formou em Publicidade e Propaganda, e começou a atuar na área em paralelo com a música.

“Atuei em várias bandas regionais, backing vocal, viajei muito, muito mesmo [risos]. Cheguei em uma fase que buscava por mudanças, algo diferente, e cai de ‘gaiato’ total na área da saúde, através da minha madrinha que adoeceu, e eu queria ter conhecimento pra cuidar dela, então fui fazer Enfermagem”, comenta Jóice Alves.

Jóice Alves é cantora, instrumentadora cirúrgica, publicitária e empreendedora
Foto: Arquivo Pessoal

Ela estudou, se dedicou, se formou e hoje também atua na área, mesmo sabendo que sua madrinha não pode estar mais presente ao seu lado nesse plano.

“Fiz, estudei, me dedico muito e amo. Foi o maior presente que minha madrinha me deu, hoje ela não está entre nós, mas está em tudo o que vivo e sou”, diz, emocionada, Jóice.

E como a cravinhense não consegue ficar parada a última empreitada dela, foi a criação de uma loja de Presentes Criativo, a Latika Presentes, que está chegando em seu terceiro ano de fundação e tem sido grande destaque.

E nessa semana a nossa reportagem esteve com Jóice Alves para um bate-papo super legal com essa mulher emponderada e que não tem medo de ir atrás de seus sonhos. Acompanhe!

Jóice diz que é realizada em tudo que faz e ama todas as suas funções
Foto: Leonardo Fotografia

InterTV Web – Você tem se dedicado em três segmentos: saúde, empreendedorismo e a música. Qual você prefere?

Jóice Alves – Costumo dizer que só faço o que gosto, hoje consegui e me dou esse luxo, sou muito realizada em tudo. Mas confesso que tenho uma relação de alma com a música.

InterTV Web – Você tem uma identidade com a música muito grande. Quem te influenciou?

Jóice Alves – Minha mãe total – a Senhora Marli Marley… eu a chamo assim e ela odeia [risos. Minha mãe respira música, sabe tudo, uma verdadeira enciclopédia musical dos anos 80. Meu gosto musical foi totalmente herdado dela.

InterTV Web – Qual a história mais marcante que você tem com a cidade de Cravinhos?

Jóice Alves – São várias sem dúvida, mas quando voltei do Programa Ídolos, mesmo desclassificada da final, recebi um carinho de Cravinhos que nunca imaginei.

InterTV Web – Como surgiu a ideia da Latika Presentes Criativos?

Jóice Alves – Queria entrar no ramo do comércio, mas vendendo algo que eu gostasse de comprar, daí veio a ideia de “presentes criativos. Odeio mesmices, gosto de coisas diferentes. E o nome do empreendimento veio do filme “Quem quer ser um milionário…”, que tem a atriz Latika

Apesar de atuar em diversos segmentos, a cravinhense tem uma paixão pela música
Foto: Arquivo Pessoal

InterTV Web – Você foi uma das apresentadoras da Live Show de Cravinhos. Qual foi a sensação?

Jóice Alves – Digo que cada trabalho tem suas particularidades e sensações, a Live foi uma injeção de ânimo, amor, carinho e respeito para com a nossa classe musical, me senti viva, fazendo algo diferente, em uma causa nobre, com uma equipe incrível. Foi sensacional!

InterTV Web – O que Cravinhos significa em sua vida?

Jóice Alves – Cravinhos é a minha casa, onde moro desde os 6 anos de idade, a minha base foi constituída aqui, minha família, amigos, trabalho. Cravinhos sempre teve uma relação de amor, carinho e respeito comigo. Sou muito grata por isso.

“Digo que cada trabalho tem suas particularidades e sensações, a Live foi uma injeção de ânimo, amor, carinho e respeito”
Foto: Rafael Fernandes

InterTV Web – Como foi a sua reação quanto a Pandemia de Coronavírus, uma vez que não pôde mais realizar shows. Viu seu comércio ficar fechado, só que também você está na linha de frente na área da Saúde.

Jóice Alves – Muita gente me pergunta isso, e eu sempre fico em silêncio. É uma sensação de luto mesmo, estamos a mais de um ano sem shows, eu só não surtei, porque exerço outras funções, mesmo assim, a sensação foi se houvesse um buraco dentro de mim. Com a pandemia, criou-se as famosas lives, então participei de pelo menos umas seis lives apresentando, mesmo não tendo experiência como apresentadora, os “se vira nos 30” deram certo [risos].

Mas está sendo muito difícil lidar com todas as consequências da pandemia, todas as áreas são afetadas, principalmente, o medo real da doença, de perder pessoas que amamos, ver amigos passando necessidade, comércios fechando as portas, não está sendo fácil.

InterTV Web – Qual a música que marca a sua vida?

Jóice Alves – The Time of my life – Dirty Dancing

InterTV Web – Suas considerações finais.

Jóice Alves – Acredito muito na evolução, no amor, na gratidão e na união. Somos falhos e erramos todos dias, mesmo na melhor das intenções. A maturidade é libertadora, te dá o direito de falar sem medo de julgamentos, mas ela também nos deixa impaciente, por isso o equilíbrio é tudo. Exerça o amor próprio acima de tudo, só assim você conseguirá dosar suas energias. Aproveite cada segundo, porque no final é tudo pra nada!

“Cai de ‘gaiato’ total na área da saúde, através da minha madrinha que adoeceu, e eu queria ter conhecimento pra cuidar dela”
Foto: Arquivo Pessoal

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

One thought on “‘Confesso que tenho uma relação de alma com a música’

  • 14 de abril de 2021 em 14:46
    Permalink

    EU FUI UM DOS PRIMEIROS A CONVIDAR A JOYCE PARA PARTICIPAR DE UMA BANDA PROFISSIONAL DE BAILES QUE É A NOSSA BANDA ÍRIS SONS 5. ATRAVÉS DE UMA INDICAÇÃO DE UM AMIGO. CANTA MUITO BEM!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: