Campanhas contra ‘Pólio’ e de Multivacinação para crianças e adolescentes são iniciadas

Em torno de 2,1 milhões de crianças com menos de cinco anos devem ser imunizadas contra poliomielite; prevenção de 20 doenças é garantida com atualização de carteirinhas para quem tem até 14 anos.

Na sexta-feira (02/10), o governador do Estado de São Paulo, João Doria, anunciou o início da Campanha de Vacinação de Poliomielite e Multivacinação a partir da próxima segunda-feira (05/10) até o dia 30 de outubro. O objetivo é atualizar a carteirinha de vacinação de crianças e adolescentes entre 0 e 14 anos de idade, reforçando a proteção contra paralisia infantil (polio) nos menores de 5 anos.

“É de extrema importância que todos estejam atentos à imunização e façam uso desta facilidade que o Governo do Estado, através da Secretaria de Saúde e das Secretarias Municipais de Saúde, oferecem gratuitamente à população de São Paulo. A vacinação é o meio mais eficaz e seguro de proteção contra doenças graves”, afirmou Doria.

Para garantir a prevenção contra a poliomielite, pais ou responsáveis por crianças entre 1 ano a menores de 5 anos deverão levar os pequenos para receber a “gotinha” (vacina oral). A meta é alcançar cobertura vacinal de 95% de um total de 2,2 milhões de crianças (ou seja, pelo menos 2,1 milhões). A revacinação contribui com a redução do risco de reintrodução do vírus no Brasil – hoje, há circulação no Afeganistão e Paquistão.

“Simultaneamente, a campanha de multivacinação será focada na atualização de carteiras vacinais de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos. A finalidade é que pessoas nessa faixa etária recebam doses de vacinas importantes e que podem estar pendentes, garantindo assim a devida proteção contra vírus que circulam”, explica a enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Cravinhos, Gisleine Bosquim.

Foto: GOVESP

Em Cravinhos os pais ou responsáveis devem levar as crianças a um das 4 Unidades de Saúde, de 2ª a 6ª feira, das 7h30 às 16h, para que um profissional avalie quais doses precisarão ser aplicadas, tanto para eventual situação de atraso, falta ou necessidade de reforço. A medida contribui para melhorar as coberturas vacinais, que têm oscilado nos últimos anos.

Vale salientar que todos devem levar a carteirinha de vacinação ou documento com foto da criança.

Vacinas oferecidas

No total, serão oferecidas 14 tipos de vacinas que protegem contra cerca de 20 doenças: BCG (tuberculose); rotavírus (diarreia); poliomelite oral e intramuscular (paralisia infantil); pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, Haemophilus influenza tipo b – Hib); pneumocócica; meningocócica; DTP; tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola); HPV (previne o câncer de colo de útero e verrugas genitais); além das vacinas contra febre amarela, varicela e hepatite A. Além disso, neste ano, também passou a integrar o SUS uma nova vacina, já inserida na campanha: Meningo ACWY, que protege contra meningite e infecções generalizadas, causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: