Três práticas para trabalhar a sua sexualidade até quando vai ao supermercado

E ninguém vai saber que você está fazendo…

Amada, você já deve ter percebido que eu amo falar sobre sexualidade e prazer, e que, além de tratar desse tema na fala, sempre convido as mulheres para a ação.

Isso porque o meu entendimento é que todo ensinamento que proponho tem como objetivo te ajudar a promover uma aprendizagem incorporada. Ou seja, além de refletir sobre os temas da sexualidade e prazer, o meu maior objetivo é que você possa experimentar no corpo como essas mudanças são possíveis.

Vivemos na era da informação e recebemos enxurradas de conteúdos sobre os temas que nos interessam, no entanto, já percebeu que geralmente tudo fica no espaço da mente, razão, ideias e conceitos?

Pois bem, eu tenho como missão de vida ensinar mulheres a se reconectarem amorosamente com o Corpo, Prazer e Sexualidade. Como seria possível fazer isso tudo sem realmente engajar o corpo no processo? Sem promover um ensino que conduza à incorporação dessa Reconexão?

Não dá, né?!

Então hoje quero te ensinar três práticas simples, acessíveis e gostosas para que você continue nessa jornada de Reconexão Amorosa.

A ideia é combater um pouco esse pensamento de que a gente só pode se reconectar ao prazer com masturbação e sexo. Claro que isso faz parte também, mas podemos fazer muitas outras coisinhas que nos apoiam ainda mais nessa jornada.

Como escrevi no título, é tudo coisa que você pode fazer até enquanto está no supermercado (ou dirigindo, se quiser).

Foto: Divulgação

Localizar e Nomear Sensações

Perceber as sensações que percorrem o corpo é perceber a linguagem mais sutil do que está presente nesse templo divino.

Veja como é simples parar um momento e perceber rigidez, soltura, contração, relaxamento, calor, frio, coceira, pulsar, expansão, aperto, dor, relaxamento, formigamento etc. em diversas áreas do seu corpo.

A prática é, mentalmente, localizar e nomear 3 a 5 sensações que percorrem o seu corpo (ou o seu centro sexual, se você quiser focar mais aí). Por exemplo: pés-calor; peito-aperto; barriga-expansão; vulva-pulsar; útera-contração.

Com o tempo, você vai aprendendo a ficar muito mais presente com o que se passa no nível das sensações e perceber como o seu corpo responde automaticamente aos estímulos externos.
Para quem está buscando sentir mais prazer, essa é uma prática super necessária.

Foto: Divulgação

Contrair e relaxar a musculatura pélvica

Você não precisa ser a rainha do pompoarismo para exercitar a sua pélvis. Em verdade, é bem interessante ir ganhando intimidade com a musculatura do seu centro sexual simplesmente fazendo esse exercício: contrair suavemente e relaxar profundamente a região enquanto está sentada, ou na fila do caixa do mercado.

Isso te ajuda e criar mais consciência da existência do seu baixo ventre, aciona diferentes partes dessa musculatura e movimenta as energias que estão presentes aí o tempo todo.

Se quiser incrementar, tente começar a direcionar ou isolar o movimento. Ou seja, contraia e relaxe a musculatura ao redor do clitóris, depois no períneo e ânus, depois na entrada da vagina, depois mais internamente, no canal vaginal.

Procure fazer movimentos sutis, como se toda a região fosse delicada como a pétala de uma flor. Repetindo com regularidade, você vai perceber como isso desperta a sua energia sexual e afeta a lubrificação natural da sua vagina.

Foto: Divulgação

Respiração no baixo ventre

Essa é outra prática bem acessível que te ajudará a ganhar mais intimidade com o seu centro sexual e a movimentar a sua energia vital.

Ao inspirar pelo nariz imagine que a sua vulva e vagina estão se enchendo de ar. Ao expirar, imagine que esse ar todo está saindo de lá, viajando pelo seu corpo, até ser exalado pelo nariz ou boca.

Faça pelo menos 5 ciclos dessa respiração consciente, lenta, profunda e direcionada todos os dias e observe que você começa a se sentir mais ancorada no próprio corpo e a sua vulva e vagina se mostram mais vivas e ativas que o normal.

Foto: Divulgação

Convido vocês a colocarem isso em prática e depois me contarem o que acontece com a percepção do corpo e prazer.

Ah, nessa 3ª tive uma conversa mais que bacana com a minha irmã, a Teresa Moraes, professora e coordenadora do núcleo de Yoga do Ganesha Ribeirão Preto.
Nessa LIVE falamos sobre como o Tantra Yoga pode nos ajudar na Reconexão com o Corpo. Ela nos conduziu em uma meditação super gostosa e te convido a fazer. Veja aqui no meu IGTV.

Com amor,

Marina

Marina Nabão

Marina Nabão ensina mulheres a se reconectarem com seus corpos, prazer e sexualidade para viverem seus desejos e sonhos com Empoderamento, Autoconfiança e Liberdade. Ela é Coach de Sexualidade e Empoderamento Feminino, certificada no Brasil e EUA. Também é pedagoga, com MBA em Negócios Internacionais. Saiba mais em: www.marinanabao.com

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: