Vocação, tradição e oportunidade fizeram surgir a Cervejaria Walfänger

E a cervejaria agora ganhou um reforço de peso, trata-se do ex-goleiro do Palmeiras e também da seleção brasileira de futebol, Marcos, que fechou uma parceria para que a Walfänger possa produzir a cerveja que levará o seu nome

E hoje o nosso Bate-Papo é com um dos grandes representantes do mundo cervejeiro, trata-se de Augusto Balieiro, sócio-fundador da Cervejaria Walfänger, que está localizada no distrito de Bonfim Paulista (SP). Consciente da vocação que a cidade de Ribeirão Preto tem sabia que ali poderia se tornar um polo cervejeiro importante no Brasil, por isso mesmo Balieiro uniu “vocação, tradição e oportunidade” para criar a Walfänger, que atualmente tem um volume de produção de 40 mil litros por mês.

Augusto Balieiro é um dos sócios-proprietários e fundador da Cervejaria Walfänger
Augusto Balieiro é um dos sócios-proprietários e fundador da Cervejaria Walfänger

“Iniciamos com nosso Laboratório WFG com uma Nano Cervejaria em Brodowski (SP), em 2011. Em 2013, inauguramos a nossa fábrica em Bonfim Paulista, oficialmente a sociedade denominada Bonfim Cervejaria Ltda, responsável atualmente pela produção da Cervejaria Walfänger”, explica Augusto Balieiro.

E a cervejaria agora ganhou um reforço de peso, trata-se do ex-goleiro do Palmeiras e também da seleção brasileira de futebol, Marcos, que fechou uma parceria para que a Walfänger possa produzir a cerveja que levará o seu nome. Serão kits limitados que estarão sendo vendidos em breve pela internet.

Caio, Augusto e Raoni Balieiro decidiram pela abertura do empreendimento devido a vocação, tradição e oportunidade de mercado
Caio, Augusto e Raoni Balieiro decidiram pela abertura do empreendimento devido a vocação, tradição e oportunidade de mercado

Vamos parar de enrolação e acompanhar a entrevista com o empresário Augusto Balieiro, que a partir de agora nos conta um pouco sobre esse rico produto, que é consumido diariamente pelo brasileiro. E também tem ganhado um grande espaço no mercado de cervejas artesanais. Saúde!

Como surgiu a ideia de criação da Cervejaria Walfänger?

Foram três os motivos que nos levaram à criação de uma cerveja artesanal em Ribeirão Preto. Primeiramente, pela vocação que a cidade construiu desde o início do século passado e nos deixou um legado cultural e arquitetônico fincado no centro da cidade de Ribeirão Preto, especificamente o quarteirão paulista, e por isso, até hoje é reconhecida como a capital do chope ou da cerveja. O segundo motivo, acontece no momento em que as cervejas artesanais se apresentam como nova tendência do mercado consumidor. E finalmente, pela oportunidade que tivemos em conhecer, através de outras atividades comerciais que eu exercia, grandes amigos e fornecedores do setor cervejeiro. Somando tudo isso: vocação, tradição e oportunidade, criamos a Walfänger, marca que representa nosso sobrenome em alemão.

Por que a escolha do Distrito de Bonfim Paulista para instalar a cervejaria?

Bonfim Paulista é a região de Ribeirão Preto que mais se desenvolve e é um distrito muito simpático e arborizado, que remete a uma vila do interior, encontramos aqui as condições favoráveis para a aprovação de nossa fábrica e Brew pub, com local de fácil acesso e aconchegante.

Cervejas da Walfänger foram premiadas nesse ano
Cervejas da Walfänger foram premiadas nesse ano

Hoje a cerveja artesanal está em alta. Acredita que isso é só uma fase ou realmente o brasileiro se apaixonou por saber que também pode fazer cerveja?

A cerveja artesanal é um caminho sem volta, quem experimenta e se apaixona fica com um paladar mais exigente, não tem jeito. O mercado segue promissor em todo o mundo e, no Brasil, há uma mudança de hábito do consumidor que, tem dado cada vez mais preferência às cervejas artesanais. O brasileiro sabe fazer cervejas excepcionais, prova disso são as inúmeras premiações de cervejas brasileiras em concursos nacionais e internacionais. Esse ano conquistamos 2 medalhas, uma de ouro no estilo DoppelBock no festival Brasileiro da Cerveja e em maio deste ano nossa cerveja de trigo, a Walfänger Weizen ganhou Medalha de Prata no estilo Other German Wheat/Rye Beer na South Beer Cup 2017, em Mar del Plata, na Argentina. Essa competição é considerada a Copa Libertadores da Cerveja e contou com a participação de 180 cervejarias de diversos países. Neste ano, as cervejarias brasileiras se destacaram e ganharam mais da metade das 81 medalhas do evento, ou seja, sabemos fazer cervejas muito boas e o consumidor já reconhece isso ao passar a consumir mais as artesanais brasileiras.

Qual o principal diferencial da Cervejaria Walfänger?

Em relação ao mercado local de cerveja é que fazemos cervejas que segue a escola alemã, seguimos a premissa da Lei de Pureza Alemã (Reinheitsgebot), que permite somente o uso de água, malte, lúpulo e levedura para a fabricação de cervejas.

Trabalhar em família é mais fácil para administrar o local?

Uma empresa familiar deve ser administrada de forma profissional, senão não dá certo. Tem a facilidade da convivência mais próxima, da intimidade, mas impusemos uma postura muito profissional na administração do negócio, cada um é responsável por um setor e essa divisão se deu com base na capacidade profissional de cada sócio.

Atualmente a cervejaria gera quantos empregos diretos?

Se somarmos a indústria e o bar temos, hoje, cerca de 30 colaboradores, mas existe uma proporção que as Microcervejarias empregam 1 funcionário para cada 1000 litros e as grandes indústrias da cerveja 1 para cada milhão de litros.

Cervejaria Walfänger fica localizada no Distrito de Bonfim Paulista (SP)
Cervejaria Walfänger fica localizada no Distrito de Bonfim Paulista (SP)

Hoje vocês possuem os melhores equipamentos que existem no mercado cervejeiro? Quantos litros de cerveja produzem por mês?

De fato, os equipamentos para microcervejarias são de grande eficiência e muito bons. Temos percebido que os grandes fabricantes de equipamentos começaram a enxergar esse nicho de mercado e passaram a produzir equipamentos e controladores de processo que só existiam para as grandes indústrias, isso agora nos coloca numa posição muito favorável de padronização de nossos produtos, assim conseguimos manter sempre a qualidade que nosso público merece e exige. E produzimos, por mês em torno de 40 mil litros.

Recentemente a cerveja da Walfänger foi premiada com selo de ouro, isso é motivo de orgulho para todos que estão envolvidos na fabricação?

Sim, foi motivo de muita satisfação para todos nós porque foram seis anos aprimorando nossas receitas, participando de concursos nacionais e internacionais, corrigindo cada detalhe exigido pelos juízes até chegarmos ao Ouro na Doppel Bock. Isso significou muito porque para merecê-lo, precisamos atingir a perfeição em todos os quesitos exigidos em seu estilo.

Kennedy Oliveira

É formado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pelas Faculdades COC (atualmente Estácio). É pós-graduado em Comunicação: linguagens midiáticas, pelo Centro Universitário Barão de Mauá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: