A ceia de Natal

Muito se fala sobre vinhos para acompanhar a ceia de Natal, até pelo contexto histórico-religioso em que ele se encontra, e vinho é sempre uma ótima pedida! Mas podemos inserir boas cervejas no contexto natalino, da entrada à sobremesa. Assim como na época do St. Patrick’s Day, Oktoberfest e Halloween, em que temos cervejas típicas sazonais para cada festa, existe também uma categoria de estilos criados para comemorar o Natal, as chamadas “Christmans Ale”. Alguns exemplos de rótulos sazonais para o Natal são: Gauloise Christmans e a Corsendonk Christmas, ambas da Cervejaria Du Bock (Bélgica), fácil de comprar pela internet ou em bons empórios.

Tradicionalmente, na ceia de Natal, temos pratos que levam frutas secas, arroz com carne seca, cuscuz, panetone, salpicão, o famoso tender e o peru natalino. Para acompanhar cada prato eu poderia citar várias dicas de cervejas, mas como tudo depende do modo de preparo, temperos etc., a lista ficaria imensa se montasse uma ceia completa. Mas a dica que dou é: inicie com as mais leves de corpo e menos alcoólicas e suba aos poucos. A lógica é a mesma para as comidas, já que começamos pela salada normalmente.

Se pensarmos em uma entrada com queijos, as dicas são: para um queijo brie, seguir um caminho de estilos leves como Pilsen, Helles, Vienna ou arriscar até um pouco mais de corpo, como as com base de trigo, Weissbier ou uma Witbier. Se preferir um queijo mais curado como o tipo canastra ou parmesão, opte por uma cerveja de mais corpo, amargor e um pouco mais alcoólica, como: Strong Ale, Brow Ale, alguma Wood Beer ou uma boa IPA. Para um provolone, as escuras são uma boa pedida, como Munich Dunkel, Porter, Stouts ou Doppelbock. Pense também nas combinações de queijos com frutas; dá para criar canapés sensacionais com combinações básicas, como queijo brie com uva verde, gorgonzola com damasco ou figo com queijo de cabra.  Montem em palitinho uma camada de cada e seja muito feliz! Para o famoso salpicão natalino, que leva frutas tropicais, (alguns até uva passa que eu O-D-E-I-O, (sou do time #uvapassanão), que é um prato refrescante e agridoce, recomendo uma boa Pilsen ou uma American Wheat, elas certamente vão acompanhar com bastante leveza e vão ajudar a enriquecer o sabor sem pesar no estômago para seguir com as comilanças.

Enfim, são tantas deliciosas opções que a lista nunca terminaria e a ideia é passar algumas sugestões para ajudar na criatividade. Vocês podem seguir aquelas diretrizes básicas que comentei no primeiro artigo.

Como o intuito do Natal é reunir pessoas que amamos para momentos felizes e como todos os momentos importantes são em volta de uma mesa de comidas, sugiro que aproveitem ao máximo, não se preocupem em seguir regras e linhas de jantar harmonizado, o momento é de aproveitar as pessoas. Você pode escolher o prato que é a estrela da noite e dedicar uma atenção especial a ele em relação à cerveja que irá servir de acompanhamento e, ademais, seguir o critério mais prático e neutro. 

Aproveitem as sugestões de maneira leve, gostosa e uma noite feliz a todos! 

Karina Hauch

Publicitária e beer sommelière. Apaixonada por cerveja, fábricas e mundo cervejeiro. Adora conhecer novos rótulos e experiências gastronômicas. Sonha viajar o mundo em busca de cervejarias e acumular experiências em horas-copo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: