Cinco dicas para começar a investir

Postergar não é a melhor escolha. Quanto mais tempo você adiar os planos e demorar para ter disciplina para investir seu dinheiro, seus sonhos só ficam mais distantes.

Leonardo Castro*

Você não precisa ser rico para começar a investir. O que você precisa é colocar os investimentos como uma prioridade a fim de alcançar uma melhor situação financeira. É como tudo na vida: começa com um sonho, exige disciplina e, depois que esse hábito passa a fazer parte da sua rotina, fica mais fácil.

Listei abaixo cinco dicas para que você realmente se torne um investidor, em vez de lamentar o tempo (e dinheiro) perdido até aqui. Vamos lá!

Leonardo Castro é consultor da Entre Rios Assessoria de Investimentos
Foto: Divulgação

Perca o medo – “Ahhh mas investir é pra quem tem muito dinheiro. Tenho até vergonha de entrar em uma consultoria de investimentos”. Bobagem. No mundo dos investimentos todos têm um lugar ao sol. Busque referências na sua rede de contatos, peça indicação de consultor de confiança e comece a se informar.

Defina metas – Quando você sabe aonde quer chegar o caminho fica mais claro e as chances de concretização são bem maiores. Estabeleça suas metas e procure ajuda de quem pode indicar os melhores investimentos financeiros para sua realidade, considerando seu orçamento, e objetivos de curto, médio e longo prazos.

Analise seu perfil de investidor – Você já perdeu o medo e estabeleceu suas metas: agora é hora de analisar se você tem um perfil conservador, intermediário ou arrojado para investir o seu dinheiro. É importante responder a um questionário que irá ajudar a diagnosticar o seu perfil. Desta forma, seus recursos serão alocados conforme seu nível de tolerância ao risco e de acordo com sua necessidade de liquidez, de forma que a sua carteira seja composta de uma forma que não irá te tirar o sono.

Consultor relata cinco dicas para perder o medo de investir
Foto: Divulgação

Tenha uma carteira diversificada – Aqui vale aquele ditado sobre não colocar todos os ovos na mesma cesta. Conforme suas metas, valor disponível para investir, necessidade de liquidez, entre outros, é possível planejar uma carteira que distribua seu capital em diferentes aplicações – com mais ou menos exposição ao risco, maior ou menor tempo de carência, por exemplo – de forma que você tenha mais tranquilidade em relação ao cuidado com seu patrimônio. 

Comece agora! – Postergar não é a melhor escolha. Quanto mais tempo você adiar os planos e demorar para ter disciplina para investir seu dinheiro, seus sonhos só ficam mais distantes. Como tudo na vida, investir acontece em doses graduais. Você define suas metas, reprograma seu orçamento, conta com o apoio de um especialista e pode começar agora mesmo a reprogramar sua vida financeira. Não importa quanto capital você tem disponível, o mais inteligente a fazer é colocá-lo para trabalhar a seu favor.

É consultor da Entre Rios Assessoria de Investimentos.

Da Redação

A equipe Intertv Web traz para você as informações e notícias precisas que você precisa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: